A bolha de Melvin Sokolsky

19 02 2009

Bubble on the Seine, Paris  [ 1963 ]

Bubble on the Seine, Paris 1963

“Embora ele seja mais conhecido por suas fotografias para editoriais de moda em publicações como Harper’s Bazaar para quem ele produziu, em 1963, a “bolha” – série de fotografias retratando modelos “flutuando” em gigantes bolhas de plástico claro, suspensas no midair acima do rio Sena, em Paris -, Vogue e The New York Times, o trabalho de Sokolsky não se limita a esse campo. Três quartos da sua produção fotográfica foram para a fins publicitários, os quais não têm, normalmente, uma assinatura. Sokolsky disse numa entrevista: “Eu fico ressentido com a postura de “Isto é um editorial e isto é publicidade”. Eu sempre pensei, por que separar uma coisa da outra? Por que não buscar sempre o full shot?”

Leia mais no Wikipedia

Olhar esse tipo de trabalho, datado do século passado ainda por cima, causa-me uma sensação gostosa  de ultrapassagem. Quantos trabalhos engavetamos e deixamos para “uma outra hora, um melhor momento” porque sob a nossa ótica certas idéias são difíceis de produzir, de aprovar ou principalmente, de sair do plano das idéias (agora já sem acento, afff)?

Beijomeliaga. Tô indo roteirizar um curta-metragem de uma moça da sociedade (?) paraense que decide viajar para Ilha do Marajó pelo Rio Amazonas num bolha. Será o must de todas as salas de cinema arte.

Sokolsky que me espere, rá!